Drive-thru montado na UCDB receberá medicamentos vencidos para descarte correto

27/05/2024 - 7:00 - Graduação

Fonte: Gilmar Hernandes

Veja as últimas notícias da UCDB para você que está interessado em Graduação

Os medicamentos são muito importantes na recuperação das condições de saúde, mas onde você os descarta quando eles estão vencidos ou não devem ser mais utilizados? Muitas pessoas ainda jogam no lixo comum, o que pode provocar danos ao meio ambiente e consequentemente a saúde humana. Pensando nisso, a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), por meio do curso de Farmácia, passa a oferecer aos colaboradores e a comunidade em geral um ponto para descarte consciente de medicamentos vencidos ou não utilizados que ocorrerá mensalmente juntamente com o mutirão da Justiça Itinerante. Nesta terça-feira (28) a equipe promove um drive-thru de recolhimento e divulgação do novo serviço à população, que será das 7h às 12h, na entrada principal da Católica.

“Queremos que toda a população se conscientize do descarte correto de medicamentos e embalagens vencidas ou que não devem mais ser utilizados. Para isso vamos oferecer um ponto de arrecadação na Universidade”, destacou a coordenadora do curso de Farmácia, Marla Ribeiro Arima Miranda.

Ela reforça que a ação da Católica conta com a parceria da concessionária responsável pela gestão da limpeza urbana e o manejo de resíduos sólidos de Campo Grande, a CG Solurb Soluções Ambientais Ltda. “A empresa ficará responsável por efetuar o recolhimento e o descarte correto para os resíduos, uma vez por mês”, completa a professora.

O uso indevido da medicação, além de prejudicar a saúde humana, pode causar danos ao meio ambiente, o que consequentemente retorna para flora, fauna e a própria sociedade. “Ao realizar o descarte de medicamentos de forma incorreta, pode ocorrer a poluição do ambiente, por meio da decomposição destas substâncias que, na maioria das vezes são consideradas tóxicas, ou que podem vir a se tornar em função de processos de degradação, ocasionando a contaminação do ar, da água e do solo. Essa poluição pode afetar direta ou indiretamente os ecossistemas, seja pela contaminação do solo em função do descarte direto sobre o mesmo ou pelo consumo de tais substâncias por outros organismos vivos e pelo próprio ser humano ao se alimentar destes e/ou ingerir água contendo tais substâncias”, explica a engenheira sanitarista e ambiental Ana Paula Teles, docente da Católica. 

A professora ressalta que, desde 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal n° 12.305, de 2 de agosto de 2010) estabelece a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, ou seja, desde o fabricante até o consumidor final são responsáveis solidariamente pelo resíduo originário do produto adquirido, bem como pelo seu gerenciamento adequado, por meio de um instrumento denominado logística reversa. 

“A logística reversa consiste em viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial. E mais recentemente, o Decreto n° 10.388, de 5 de junho de 2020, instituiu a logística reversa de medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso, de uso humano, industrializados e manipulados, e de suas embalagens após o descarte pelos consumidores”.

Há mais de cinco anos, a coordenação do curso de Farmácia e os acadêmicos já realizam ações pontuais pela cidade.

 
 
 
 

Notícias


04/07/2024 - 12:19 - Mestrados e Doutorados

Católica está com inscrições abertas para programas de mestrado e doutorado

Vagas são para Psicologia, Biotecnologia, Desenvolvimento Local e Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária



02/07/2024 - 08:32 - Graduação

Acadêmicos de Publicidade e Propaganda promovem festa junina solidária

Evento arrecadou produtos de higiene e limpeza para enviar ao Rio Grande do Sul