Pastoral Universitária

Indique a um amigo

São João Crisóstomo

São João Crisóstomo

13, setembro

São João Crisóstomo nasceu na Antioquia, provavelmente em 349, recebendo de sua mãe, Antusa, o incentivo aos primeiros passos para a vida monástica. Ainda jovem, sua mãe morreu e ele decidiu então se retirar ao deserto dedicando-se a uma vida ascética e de oração. De volta à cidade, recebeu o convite para se tornar diácono, dedicando cinco anos à preparação do seu sacerdócio e aos caminhos de sua pregação.
Crisóstomo, que significa “boca de ouro” (apelido dado a João de Antioquia pelos bizantinos, três séculos depois) foi chamado para substituir o patriarca Netário, na prestigiosa cátedra de Constantinopla. João desenvolveu um belo trabalho pastoral, que torna patente seu ideal de fé; com evangelização rural; construção de hospitais; execução de procissões antiarianas (arianismo:- doutrina, que negava a igualdade substancial de Cristo e o Pai, proposto pelo monge alexandrino Ário) sob a proteção da polícia imperial; discursos em que recriminava e castigava os vícios e as friezas; severas advertências aos monges indolentes e tantas outras pregações que suscitavam admiração ou ódio. João defendia fortemente suas idéias e isso às vezes implicava em conflitos. Em um desses desentendimentos foi deposto por bispos comandados por Teófilo. Passou então o restante de sua vida em exílio, vindo a morrer em 14 de setembro de 407. Deixou vários escritos, em especial um livro, que é considerado a sua obra prima: “Sobre o sacerdócio”, que trata da espiritualidade sacerdotal.
Fonte: Redemptor