Indique a um amigo

Alunos participam de palestra com auditores fiscais do Ministério da Agricultura

02/06/2020 - 7:00 - Graduação

Fonte: Natalie Malulei

Veja as últimas notícias da UCDB para você que está interessado em Graduação

Acadêmicos do 9º semestre do curso de Medicina Veterinária da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) participam de três palestras on-line com auditores fiscais federais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) de Mato Grosso do Sul. Antônio Belarmino Machado Júnior e Jamil Manoel Leal Filho foram convidados para falar sobre os programas voltados para a sanidade animal.

O primeiro assunto em pauta foi o “Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose”. Jamil abordou o tema na segunda-feira (1º) e trouxe o regulamento técnico previsto pelo programa para reduzir a prevalência e a incidência dessas doenças em bovinos e bubalinos, com a proposta de erradicá-las. Dentre as ações, estão as medidas sanitárias compulsórias, como a vacinação de bezerras entre os 3 e 8 meses de idade contra brucelose e o controle de trânsito dos animais. Também há estratégias de adesão voluntária como a certificação de propriedades livres de brucelose ou de tuberculose.

Na próxima segunda-feira (8), há outra aula prevista com a participação de Jamil. Às 15h, ele conversa com os acadêmicos sobre o “Programa Nacional de Sanidade Suídea”. Já na quarta-feira (10), Antônio vai conversar com os alunos sobre o Programa Nacional Sanidade Equídea, às 13h30.

As aulas com os auditores fiscais federais agropecuários fazem parte da disciplina “Ética e Legislação”, ministrada pela professora Magyda Arabia Araji Dahroug Moussa. De acordo com a docente, os programas do Mapa incluem uma série de orientações que norteiam desde o produtor rural até os médicos veterinários que atuam no campo, com a proposta de garantir a sanidade animal, promover a saúde pública e assegurar a qualidade da carne que vai para a mesa do consumidor. Por isso, é importante que os acadêmicos tenham contato com esse conteúdo ainda na graduação.

“Todos os programas estão dentro de um manual de legislação, então, é como se fosse uma receita de bolo que todos os médicos veterinários devem seguir para manter um padrão de controle dessas doenças. Eles estabelecem o que é a patologia, como diagnosticá-la, o que fazer em caso de surto e quais são as medidas de contingência, por exemplo. São orientações para o profissional que cuida e trata dos animais. É muito importante que o acadêmico conheça os programas, ainda na graduação, para que ele faça parte de um grupo de profissionais que contribua para que o Brasil continue sendo um dos principais exportadores de carnes. Sem contar que o conhecimento sobre os programas sanitários é cobrado em concurso público, e ao ter contato com esse o conteúdo no nono semestre, o aluno já sai com uma base, caso queira fazer as provas após se formar”, ressaltou Magyda.

Notícias


01/07/2020 - 07:00 - Vestibular

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da UCDB

Prova será on-line e gratuita



29/06/2020 - 09:00 - UCDB

Prazo para renovação do Fies é prorrogado até amanhã

Procedimento deve ser feito via internet