Indique a um amigo

UCDB participa de projeto da Agepen Remição pela Leitura

10/06/2021 - 10:14 - Extensão

Fonte: Silvia Tada

Veja as últimas notícias da UCDB para você que está interessado em Extensão

 

Cerca de 14 acadêmicos da Universidade Católica Dom Bosco começam a participar do projeto Remição pela Leitura, da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), que prevê o incentivo à leitura dos internos. A assinatura do termo de cooperação entre o órgão estadual e a Universidade Católica Dom Bosco aconteceu na manhã de ontem (9), com a presença do Reitor em exercício, Ir. Raffaele Lochi, e do diretor presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves.

“Ter a possibilidade de trabalhar com a população carcerária nos remete ao início do trabalho de Dom Bosco, em Turim, na Itália, quando ele olhou para os jovens que estavam nas prisões sem nenhuma perspectiva. Faz parte da essência salesiana. Anos mais tarde, vimos o trabalho importante de Pe. [José] Scampini e de Irmã Irma [Zorzi] também com os detentos”, relembrou Raffaele.

Os alunos participantes são integrantes do projeto de extensão da UCDB Democratização: Construindo valores, coordenado pela professora Eloir Trindade, que participou da assinatura assim como Ana Cristina Medeiros Rodrigues, que ministra aulas de Direito Processual Penal na UCDB. “A participação do acadêmico em projetos como este é fundamental para que ele tenha um olhar humano e social para a questão carcerária”, destacaram as docentes.

Serão atendidos os detentos do Centro de Triagem Anísio Lima, de Campo Grande. O projeto é coordenado pela Agepen desde 2018. Por ele, cada exemplar lido de forma voluntária pelo interno pode remir até quatro dias da pena. Após a leitura, o detento faz uma resenha ou resumo da obra literária, que será corrigido pelos alunos extensionistas da UCDB e validado pelo juiz.

“O preso participa de forma voluntária e a cada exemplar lido, sendo um por mês, será submetido a uma avaliação escrita, que será elaborada e corrigida pelos acadêmicos, sob a supervisão de professores. Conforme o grau de instrução, é exigido uma resenha crítica ou um resumo mais simples. Os livros são escolhidos por nós, a partir de uma lista disponibilizada pela Agepen”, complementou Ana Cristina. A professora, que é autora do livro “Praça esportiva Belmar Fidalgo” fez a doação de exemplares que serão disponibilizados aos detentos.

O participante tem prazo de 20 dias para realizar a leitura da obra e em até 10 dias é marcado a avaliação. Em um ano, o total de dias remidos da pena pode chegar a 48. Pela Lei de Execução Penal, só há duas formas de remição de pena: pelo trabalho ou pelo estudo.

Para o diretor da Agepen, as parcerias com a UCDB são importantes: “Projetos como este nos mostram como é possível que haja a ressocialização. Já proporcionamos que os internos façam cursos de graduação e pós-graduação e muitos aproveitam a oportunidade. Buscamos também parcerias com empresas para que empreguem os presos, que eles tenham essa reinserção”.

“É uma atividade de extensão voltada para o curso que eu faço [Direito], então estou muito feliz em poder aprender e ajudar”, disse o acadêmico Luiz Antônio Alencar dos Reis, um dos alunos selecionados para participar do projeto.

Extensão

O projeto de extensão “Democratização: Construindo valores” atua, também, em escolas públicas e em instituições de atendimento socioassistenciais. Os objetivos são o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, bem como da relação família-escola, capacitação para o mercado de trabalho, educação financeira, empreendedorismo, sustentabilidade, direitos humanos e formação para cidadania. O projeto interdisciplinar envolve professores e acadêmicos dos cursos de Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Pedagogia, Processos Gerenciais e Serviço Social.