Indique a um amigo

Em Foco: Projeto cria suplemento “Mídias digitais” e traz reportagens semanais para o público

09/06/2020 - 11:00 - Extensão

Fonte: Natalie Malulei

Edição do Em Foco suplemento "Mídias Digitais" publicada nesta semana traz reportagem da extensionista Carine Ferrari

Veja as últimas notícias da UCDB para você que está interessado em Extensão

Toda semana uma reportagem é publicada em formato PDF pelos acadêmicos do curso de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) que integram o projeto de extensão “Em Foco”. O conteúdo é disponibilizado por meio do Whatsapp e pelas redes sociais — uma alternativa encontrada para manter a produção jornalística mesmo em meio à pandemia, já que, antes, o conteúdo era impresso e entregue direto “na mão” do público.  

“É o Em Foco ‘suplemento Mídias Digitais’, esse ainda é o projeto de extensão do curso só que com uma nova roupagem. A gente não quis tirar do Em Foco o caráter laboratório e encontramos uma alternativa para que o alunos continuassem a exercer a experiência da extensão laboratorial de produção de um jornal impresso, por isso, se você observar, o suplemento traz uma grande matéria, diferente dos textos pequenos que são produzidos para o on-line, então o caráter é mantido. Essa transformação veio neste período de pandemia, mas parece que está ganhando forças para ter continuidade, então, provavelmente o ‘Mídias Digitais’ vai permanecer, e ele passou a ser semanal, então isso que é legal. É uma grande reportagem que vai para o público toda a semana com a marca da instituição e com a marca do curso”, esclareceu Jacir Alfonso Zanatta, professor do curso de Jornalismo, responsável pelo projeto.

Já foram produzidas quatro edições do suplemento “Mídias Digitais” e todas elas têm uma particularidade em comum: trazem reportagens que mostram como a pandemia influenciou no modo de viver das pessoas. A última edição, por exemplo, divulgada nessa segunda-feira (8), trouxe uma matéria escrita pela acadêmica Carine Ferrari, que expõe a realidade das famílias, em meio à necessidade de se adaptarem à rotina de estudos das crianças em casa, ao home office e ao planejamento para cada ida ao supermercado ou farmácia.

Na publicação anterior, disponibilizada na última semana, as acadêmicas Bruna Garcia e Karina Anunciato retrataram a nova forma de trabalhar adotada pelos profissionais de comunicação, em Campo Grande. Entre os personagens, elas trouxeram como exemplo a atuação de Carmem Cestari e Ciro de Oliveira, nomes já estabelecidos no mercado e referências nas áreas de rádio e televisão. “Buscamos identificar o que mudou para eles com as novas formas de atuação profissional e de que maneira eles estão se adaptando às novas tecnologias. Essa mudança na rotina deles, também vai refletir em como a gente vai enxergar isso a partir de agora. Vai contribuir bastante para a minha atuação profissional, porque para saber para onde a gente vai, temos que saber de onde viemos, então isso foi muito interessante”, comentou Bruna.

Nova forma de produzir reportagens

Da mesma forma que os profissionais já inseridos no mercado de trabalho tiveram que criar alternativas para continuar a levar informação para o público, os extensionistas do Em Foco também precisaram buscar novas formas de produzir reportagens e isso permite que eles vivenciem o cenário enfrentado por quem está nas redações de jornais impressos, rádio, televisão e sites.

De acordo com Karina, a partir da necessidade de manter o isolamento social como forma de evitar o contágio da Covid-19, o jeito foi apostar nas tecnologias. “Basicamente, nós fizemos tudo via Whatsapp, exatamente para evitar a proximidade. Infelizmente, as rotinas das redações impossibilitam que pessoas de fora adentrem no espaço de trabalho, então isso foi um ponto que acabou dificultando, porque, além da entrevista, nós gostaríamos de fotografá-los. Acabou que dá Carmem capturamos frames de um vídeo divulgado pela própria rádio em que ela trabalha e o Ciro cedeu a foto para a gente. Então, precisamos da contribuição das pessoas e de acesso à tecnologia para conseguir imagens para ilustrar a matéria”, explicou a acadêmica.

Segundo Zanatta, todo o trabalho feito pelos extensionistas é supervisionado e o docente acompanha a produção da reportagem. “Os alunos que fazem parte da extensão estão sendo pautados, depois que o texto está pronto, eles entregam a matéria e eu edito esse material. A gente conversa, revisa a reportagem, faço a titulação, o fio, a legenda e aí conteúdo vai para a diagramação”, pontuou o docente.

Para os acadêmicos, a experiência de participar da produção do suplemento “Mídias Digitais” tem contribuído bastante para a formação. “Fiquei muito feliz de participar desse projeto. Falar sobre esse tema foi muito enriquecedor, principalmente, porque eu conversei com pessoas que eu admiro muito profissionalmente e pude reafirmar o que eu já pensava sobre o jornalismo, como o porquê que o profissional se coloca nessa posição, a questão de falar da dor do outro e expor isso de uma forma que a gente possa contribuir e ajudar. Sempre acreditei nisso e escutar algo parecido de uma pessoa que está na área, atuando bastante, para mim reafirmou tudo o que eu já pensava também”, ressaltou Karina.

Se quiser conferir as quatro edições já publicadas do Em Foco suplemento "Mídias Digitais", clique abaixo no ícone download e baixe os arquivos.

Notícias


18/09/2020 - 03:00 - UCDB

UCDB arrecada doações para tratamento de animais vítimas de incêndio

As colaborações podem ser feitas em dinheiro ou em medicamentos



09/09/2020 - 01:30 - Extensão

Projeto Click Verde recebe moção de congratulação da Câmara de Vereadores

Trabalho dos extensionistas foi reconhecido pelos parlamentares