Indique a um amigo

Eventos na biblioteca

Biblioteca realiza exposição pelo aniversário da Capital e bicentenário de Dom Bosco

A Biblioteca Pe. Felix Zavattaro, em parceria com o Museu das Culturas de Dom Bosco, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), realizou  em de agosto uma exposição com o tema "Campo Grande no seu aniversário celebra o bicentenário de Dom Bosco".

O objetivo do evento foi expor fotografias que contenham a história de criação de Campo Grande e seus pontos turísticos, além de uma exposição em comemoração ao bicentenário, celebrado no dia 16 de agosto. A mostra acontecerá de 11 a 31 de agosto de 2015 na Biblioteca da Católica.

A abertura  foi realizada com uma apresentação musical com a Banda Elite; nos outros dias, a exposição esteve aberta durante todo o período de funcionamento da biblioteca, das 7h20 às 22h20. 

O evento contou com os seguintes parceiros: Arquivo histórico de Campo Grande (Arca), Fundação Municipal de Cultura (Fundac), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Agronegócio (Sedesc), além de artistas regionais.

 

Biblioteca encerra exposição com apresentação de dança do grupo Camalote

 

 Exposição organizada pela Biblioteca Pe. Felix Zavattaro, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), com o tema “Campo Grande no seu aniversário celebra o bicentenário de Dom Bosco", teve seu encerramento dia 31 de Agosto 2015. A atração da noite foi a apresentação do grupo de dança Camalote.

A coordenadora do grupo de dança Camalote, a arte-educadora Maria Ivonete Simocelli, comentou que o grupo se preocupa em manter a cultura e passar a importância da preservação do meio ambiente por meio da dança. “O Camalote luta pela preservação da cultura popular do Pantanal com músicas conhecidas pelo Brasil afora. Queremos levar a todos os lugares a cultura regional com a música, a dança e nos adereços. Nosso repertório é construído por cirandas, caatinga, siriri, polcas, chamamés entre outros, e as coreografias são feitas pelos próprios dançarinos”, relatou.

Os alunos do Projovem da Escola Estadual Dolor Ferreira de Andrade vieram prestigiar a exposição no seu último dia, segundo a coordenadora do curso Lucinéia Susy “Isso é importante para eles, pois faz parte da história deles, conhecer a história de Campo Grande, além de estar dentro da grade escolar dos alunos nas matérias, como por exemplo, história”, disse ela.

E para quem não é nascido em Campo Grande, a exposição trouxe a oportunidade de conhecer a história da cidade desde o começo, como foi o caso do acadêmico do 2° semestre do curso Filosofia David Barros da Silva, que veio de Cuiabá (MT) para estudar na Católica. “A exposição me despertou o interesse pois assim, posso conhecer um pouco da cultura da cidade de Campo Grande e saber mais sobre a história do povo, a forma de pensar das pessoas que moram aqui, é muito interessante”, relatou.

O objetivo do evento foi expor fotografias com a história de criação de Campo Grande e seus pontos turísticos, além de uma exposição em comemoração ao bicentenário, celebrado no dia 16 de agosto. O evento contou com os seguintes parceiros: Arquivo histórico de Campo Grande (Arca), Fundação Municipal de Cultura (Fundac), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Agronegócio (Sedesc), além de artistas regionais.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3312-3549.