Pastoral Universitária


Exaltação da Santa Cruz Exaltação da Santa Cruz

Exaltação da Santa Cruz

14, Setembro

As relíquias da santa cruz, descobertas pela imperatriz santa Helena no dia 14 de setembro de 320, foram levadas para a Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém, no dia 14 de setembro do ano 335. A partir dessa data temos em toda a Igreja a festa da “Exaltação da Santa Cruz”.

A cruz está estreitamente ligada à Paixão de Cristo e à nossa salvação. E’ o símbolo mais eloqüente do amor de Deus por nós. A cruz venceu a morte e nos deu a vida eterna. Por esse motivo é justo que seja celebrada, exaltada e venerada por todos nós.

Segundo João o título Filho do Homem está ligado ao modelo de “subida-descida”: “Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem” (v. 13), disse Jesus a Nicodemos.

Só existe um que “subiu” aos céus, porque primeiro veio de lá: o “Filho do Homem”. Somente ele pode trazer a revelação divina porque tem sua origem no céu. E o Filho do Homem só pode ser Jesus de Nazaré. Só Jesus é o revelador e o enviado de Deus.

E Jesus acrescenta: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que seja levantado o Filho do Homem, a fim de que todo aquele que crer tenha nele a vida eterna” (v. 14-15).

No deserto o povo se revoltou e murmurou contra Deus e contra Moisés (Nm 21,4-9). Então Deus mandou serpentes venenosas que mordiam e muitos israelitas morreram. O povo, arrependido, suplicou a Moisés: “Roga a Deus que nos livre das serpentes”. Moisés intercedeu pelo povo e, inspirado por Deus, elevou uma serpente de bronze. Aquele que fosse mordido se olhasse para ela seria salvo.

Assim, a serpente erguida no deserto simboliza o Cristo elevado na cruz, que salva da morte do pecado. “Pois Deus não enviou seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele” (v. 17). Quantas vezes, caminhando nós, pelo deserto deste mundo, somos picados pelas serpentes do mal que são os nossos pecados: o egoísmo, a avareza, a sensualidade, a ânsia do poder, a falta de caridade, as nossas omissões…

* Pessoas há que olham para a Cruz como um simples objeto de decoração, como uma jóia, o que é lastimável. Vejamos na cruz o seu profundo significado: a Cruz é o nosso instrumento de salvação! Cristo pendente na Cruz nos atrai hoje e é para a Cruz que devemos olhar e viver, se quisermos ser salvos. Foi na Cruz que Cristo, entregando sua vida por nós, mostrou o quanto nos ama.

(Fonte: Dom Total)




02, Janeiro

Santos Reis

Saiba Mais
20, Janeiro

São Sebastião

Saiba Mais
21, Janeiro

Santa Inês

Saiba Mais
21, Janeiro

Santa Inês: uma mulher pura

Saiba Mais
22, Janeiro

Laura Vicuña

Saiba Mais
22, Janeiro

Laura Vicunha

Saiba Mais

Missão Salesiana de Mato Grosso - Universidade Católica Dom Bosco

“Todos os direitos reservados a UCDB 2012”

Av. Tamandaré, 6000 - Jardim Seminário - Campo Grande/MS
Cep:79117-900 - Telefones: 67 - 3312.3300 / 3312.3800